Sensores para Alarme anti-intrusão

Os principais sensores para sistemas de alarme contra roubos ou invasão. 

Neste artigo falamos dos sensores de alarme mais utilizados em sistemas de segurança de residências, comércios e condomínios, que são – sensores infravermelhos passivos, sensores infravermelhos ativos e sensores magnéticos.

Um sensor de alarme é um dispositivo que transmite informações para um equipamento chamado central de alarme. Os sensores “informam” a alteração de uma situação, a presença de pessoas num ambiente ou a abertura de uma porta ou janela.

A escolha do sensor depende da área que ele será instalado. Existem sensores de alarme próprios para portas e janelas, muros, varandas abertas, salas fechadas, etc.

A tecnologia de fabricação dos sensores infravermelhos evoluiu muito, para torná-los imunes a camuflagem e truques conhecidos por pessoas mal intencionadas. São mais seguros porque utilizam dois modos de detecção de presença.

Alguns sensores infravermelhos contam com dupla tecnologia de detecção para ambientes internos ou semiabertos:

Existem sensores resistentes a variações de temperatura, o infravermelho tem incorporado um detector de micro-ondas.

Vem com um software embarcado. Este software tanto evita os disparos indevidos do sistema de alarme, como torna o equipamento imune de ser burlado por qualquer tipo de camuflagem ou algum truque conhecido.

Esse software memoriza os contornos do ambiente e se este sofre alterações pela presença de um intruso, o sensor percebe e gera um alarme.

Há sensores que desconsideram o deslocamento de pequenos animais como pequenos cães, gatos, ratos, etc. São os sensores com a tecnologia Pet Immunity. São ideais para áreas comuns de lazer, varandas e garagens, espaços em que os pets podem circular sem que o alarme seja acionado.

Se o objetivo é controlar o movimento de portas e janelas, há sensores magnéticos de abertura, que suportam até duas toneladas sobre sua superfície. Feitos de material inoxidável, funcionam em grandes distâncias de abertura ou vãos. Esse modelo pode ser usado em portas pesadas, como da garagem ou em grandes portões.

Esse tipo de sensor (sensível ao magnetismo e ao imã é formado por duas partes: uma tem um fio que se conecta à central de alarme e a outra parte, sem fio, é instalada na porta ou na janela que será monitorada. Se as duas peças se afastarem e o alarme estiver armado, ocorre o seu disparo e a central envia um report para a empresa de monitoramento.

Quer evitar a existência de fios aparentes no condomínio? Há opções no mercado de sensores magnéticos sem fio. Esses equipamentos funcionam com bateria de lítio de longa duração e transmitem dados para a central de alarme. Podem ficar até 100 metros de distância, o que representa um grande alcance de transmissão.

Sensor de alarme de teto

Para detecção de intrusão em ambientes mais amplos, a melhor vista é a de cima. A solução que atende a essa necessidade é o sensor de alarme instalado no teto. O equipamento oferece a detecção de até 38 metros quadrados, o que equivale a uma área de 7 metros de diâmetro e 3 metros de altura. O sensor fornece uma visão em 360º do ambiente, sem pontos cegos, e é imune ao rastejamento de pessoas

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s