Motor do portão não desliga

Se isto acontecer, desligue imediatamente o disjuntor que alimenta o sistema de automação do portão. Antes de queimar o motor ou quebrar alguma parte da estrutura do portão.

Estes são as centrais de motores de portão mais usadas atualmente.

O defeito pode ser o sensor do fim de curso, o imã, o fio dos sensores ou a central de comando do motor.

  1. Primeiro veja se os imãs estão ajustados para atuar nos sensores de fim de curso.
  2. Teste os sensores de fins de curso.
  3. Teste os fios que levam as informações dos sensores à central.
  4. Teste os contatos ou bornes da central, que recebem os fios dos sensores.
  5. Se tudo estiver funcionando, o problema é com certeza na central de comando do motor.

É ai que a coisa complica. Para consertar a central é preciso entender de eletrônica e de como funciona a logica de uma central de comando para portão eletrônico.

Existem vários fabricantes de central para comando de motores de portões automáticos e cada fabricante tem vários modelos e versões de centrais.

Todos os modelos de centrais são diferentes umas das outras e a sua programação também. Conhecendo a função de cada peça (componente) que forma um circuito eletrônico e tendo o esquema elétrico do projeto do fabricante é possível se realizar o conserto. Caso contrário, o melhor é substituir a central inteira por outra.

Veja a lista de fabricantes de sistemas de automação de portões que atua no Rio de Janeiro:

PPA= vários modelos

GAREN= vários modelos

PECINNIN= vários modelos

RCG= vários modelos

CLICK= vários modelos

IMECOTROM= vários modelos

RLG= vários modelos

CELTROM= vários modelos

ROSSI –vários modelos

Depois de substituir a central de comando do motor, ela terá se ser programada para dar as funções que existia na central antiga. Para que o portão funcione como antes. E programar, na nova central, todos os controles remotos (rádios transmissores).